quinta-feira, 2 de junho de 2022

Prefeitura de Casimiro de Abreu concede benefícios para servidores ativos e inativos.

Foto Jhon Vidal

Entre as novidades, reajustes de 20,5% e 33% e redução da mensalidade do plano de saúde para inativos

Uma grande conquista fruto de muito esforço e negociação! A Prefeitura, por meio das Secretarias de Administração e Planejamento e Processamento de Dados e do Instituto de Previdência dos Servidores Municipais - IPREV-CA, renovou o contrato com a seguradora de saúde Unimed Costa do Sol e conseguiu a redução da mensalidade para os servidores inativos. De R$ 331 pagam agora R$ 240. E as novidades não param por aí. Todos os servidores receberam, no último pagamento, o reajuste de 20,5% sobre os vencimentos e os professores, tiveram o índice de 33%.

Atualmente, o município concede o Auxílio Saúde a mais de 1500 servidores ativos e inativos, das administrações  Direta e Indireta. O valor do auxílio era de 50% da mensalidade do plano de saúde. Agora, o município passa a custear o percentual que varia de 50% a 70%.

O contrato anual do plano de saúde venceu em março e, este ano, o reajuste seria bem superior aos anteriores. Com muita negociação, o Governo conseguiu reduzir essa correção e o melhor, pela primeira vez a Prefeitura assumiu e não repassou aos servidores.

“Estamos muito felizes com estas conquistas. Eu, o Secretário de Planejamento, Mauro Goulart, e o Presidente do IPREV-CA, Murillo Santiago, estávamos negociando diretamente com a diretoria da empresa para tentar equacionar o problema da melhor forma possível. Além de reduzir o reajuste e assumir essa diferença, conseguimos reduzir o valor da mensalidade para os inativos”, disse o Secretário de Administração, Sullivan Berbet.

O contrato da Unimed com o município passou a seguir o padrão de cobrança da maioria dos contratos: a divisão por por faixa etária.

Depois de anos sem reajuste, interrompido por uma pequena revisão salarial ocorrida em 2019, que boa parte dos servidores não chegou a perceber, o governo concedeu 20,50% no índice de revisão para todos os servidores. O reajuste passou a valer a partir do mês de maio, o último pagamento já foi com os novos valores. 

Já para os professores, foi concedido a fixação do piso salarial profissional nacional, de 33%, no qual o salário fixado para 40 horas trabalhadas é R$ 3.845,63. O Município passou a pagar R$2.115,10, para a carga horária de 22 horas.

"Estamos trabalhando para buscar o melhor para os servidores. Sabemos que ainda falta muito para chegarmos ao reajuste ideal, dentro das possibilidades do Município. Tenho orgulho em acabar com o complemento salarial que muitos servidores recebiam. Esse é o primeiro passo rumo às melhorias para os servidores municipais”, destacou Sullivan Berbet.