quinta-feira, 2 de junho de 2022

Museu da Justiça lança podcast no Spotify que conta história do impeachment de Wilson Witzel

O processo físico do impeachment de Wilson Witzel está numa das salas do Museu da Justiça para visitação

No dia 30 de abril de 2021, o Estado do Rio de Janeiro vivia um fato inédito que entraria para a história política e jurídica do país. O Tribunal Especial Misto (TEM), formado por cinco desembargadores e deputados estaduais, afasta um governador de Estado por crime de responsabilidade. No salão do Tribunal Pleno do Tribunal de Justiça do Rio (TJRJ), Wilson Witzel sofre um processo de impeachment por unanimidade de votos e tem seus direitos políticos cassados por cinco anos por crimes de responsabilidade. O caso ganha repercussão nacional e internacional.  

Um ano depois, o Museu da Justiça lança o podcast ‘Impeachment: um ano depois’, que reconta a história da cassação de Wilson Witzel, ouvindo os integrantes do TEM, as análises de jornalistas que cobriram as audiências e os principais momentos das audiências de instrução e do julgamento. Disponível na plataforma de áudio Spotify, o podcast é uma produção do Museu da Justiça em parceria com o Serviço de Identidade Visual, do Departamento de Comunicação Institucional do TJRJ.  

O podcast ‘Impeachment: um ano depois’ explica como foi a dinâmica do tribunal, até então inédito, que uniu os Poderes Judiciário e Legislativo; que lições o caso deixa para a sociedade fluminense. Dividido em quatro episódios, a série costura a linha histórica dos acontecimentos, entremeados com análises e detalhes do caso.   

O primeiro episódio analisa a ascensão de Wilson Witzel ao Palácio Guanabara, as relações com o Legislativo, as crises na área da saúde e a denúncia da Assembleia Legislativa do Rio pedindo o impeachment do governador.  

O segundo e terceiro episódios trazem detalhes do Tribunal Especial Misto: a formação do colegiado, a reação de cada desembargador ao ser sorteado, o ineditismo do processo, as testemunhas ouvidas, os recursos da defesa de Witzel e o dia em que o ex-governador foi interrogado.  

O episódio quatro conta em detalhes o julgamento de Wiztel, a repercussão no Brasil e no exterior. Os integrantes do TEM avaliam as lições do caso. Um deles é o presidente do TJRJ, desembargador Henrique Carlos de Andrade Figueira.  

“O Rio venceu uma etapa muito dolorosa, reconhecendo a prática de atos corruptos pelo senhor Wilson Witzel. A saúde sofreu muito em um momento de instabilidade. Nós tivemos no início da pandemia um plano criminoso arquitetado que causou malefícios e mortes. A situação do estado passa por essa dor. Tiramos o lado positivo: conseguimos acabar com um câncer, extirpar um mal que nos prejudicava.” 

Hotsite traz vídeos e votos dos integrantes do TEM

Além do podcast, o Museu da Justiça também lançou um hotsite com informações, fotos e vídeos do processo de impeachment. O usuário pode acompanhar a transmissão de todas as audiências realizadas pelo Tribunal Especial Misto, conferir momentos importantes e baixar os votos de cada desembargador e deputado que culminaram com o afastamento de Wilson Witzel.   

Processo físico em exposição no Museu 

Pesquisadores e curiosos podem conferir as peças físicas do processo de impeachment, expostas no Museu da Justiça. Ao todo, o processo possui 22 volumes e as peças acusatórias aprovadas pela Assembleia Legislativa.

FB