quarta-feira, 15 de junho de 2022

Google anuncia novo centro de engenharia no Brasil e 500 mil bolsas para jovens brasileiros

O Google oferecerá 500 mil bolsas para jovens brasileiros
 Foto: Reprodução/Wikimedia Commons

'Temos uma densidade de negócios muito grande no Brasil', diz Fabio Coelho, presidente do Google Brasil

O Google revelou nesta terça-feira, 14, os planos que tem no Brasil. Na semana passada, o gigante norte-americano anunciou um investimento de US$ 1,2 bilhão na América Latina, o equivalente a R$ 6 bilhões, mas sem dar detalhes do destino do dinheiro.

Em uma apresentação comandada pelo presidente do Google Brasil, Fabio Coelho, a empresa mostrou o novo centro de engenharia que será levantado no país. A sede será no Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) da Universidade de São Paulo (USP). Esse vai ser o segundo centro brasileiro de engenharia do gigante de tecnologia. O primeiro foi lançado em Belo Horizonte, em Minas Gerais, em 2005, com foco sobretudo em seus produtos de busca.

A empresa não divulga o valor do investimento. A previsão é que a obra do novo centro seja concluída em 2024, com capacidade para 400 funcionários. Em janeiro, a big tech anunciou que contrataria mais 200 profissionais de engenharia no Brasil até o fim de 2023. Os novos engenheiros estarão focados em privacidade e segurança on-line. A ideia é criar produtos — ligados à área de privacidade e segurança on-line — em São Paulo, para se tornar globais.

 “Temos uma densidade de negócios muito grande no Brasil”, diz Coelho. “Ficou natural e explícita a possibilidade de termos dois escritórios de engenharia por aqui — um em Belo Horizonte e outro em São Paulo. Vimos atratividade da região e viabilidade técnica e econômica para estarmos engajados nesse projeto, dentro de uma das maiores universidades do mundo. Temos certeza de que teremos acesso a uma mão de obra excelente”.

Outra grande novidade: o Google vai oferecer 500 mil bolsas de estudo para a formação de jovens brasileiros até 2026. As certificações profissionais serão em áreas como análise de dados, gestão de projetos, UX design e suporte em tecnologia da informação (TI). Os cursos foram criados pelo Google e as quatro certificações totalizam 800 horas de aulas. O objetivo é preparar milhares de estudantes para a atual demanda do mercado de trabalho.

Bruno Meyer