segunda-feira, 13 de junho de 2022

Dr. Jairinho destitui parte de seus advogados; depoimento no caso Henry Borel acontece hoje

Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Réu pela morte do enteado Henry Borel, o ex-vereador Jairo Souza Santos Júnior, o Dr. Jairinho, destituiu parte de seus advogados de defesa. Nesta segunda-feira (13), ele é esperado para um reinterrogatório no Tribunal do Júri.

O documento não explica por que Jairinho destituiu esses advogados. Em um ofício endereçado à juíza Elizabeth Machado Louro, o escritório de advocacia Dalledone informou que o acusado decidiu dispensar:

  • Bruno Mattos Albernaz de Medeiros
  • Eric de Sá Trotte
  • Karina Oliveira Marinho
  • Luis Felipe Alves e Silva
  • Natalia Gomes da Silva
  • Telmo Bernardo Batista

Uma consulta ao processo no Tribunal de Justiça indica que ainda representam Dr. Jairinho:

  • Claudio Dalledone Junior
  • Fabiano Tadeu Lopes
  • Flávia Pinheiro Fróes
  • Letícia Farah Lopes
  • Luís Fernando Abidu Figueiredo Santos
  • Renan Pacheco Canto

Henry morreu no dia 8 de março de 2021, em decorrência de uma hemorragia interna por laceração hepática por ação contundente, segundo o laudo complementar de necropsia do IML. O laudo também revela que o corpo do menino tinha 23 lesões.

Jairinho e a professora Monique Medeiros, mãe de Henry, são réus pela morte do menino. De acordo com as investigações, a criança morreu por conta de agressões do padrasto e pela omissão da mãe.

De Gianlucca Cenciarelli Gattai