sexta-feira, 17 de junho de 2022

Bolsonaro diz que Petrobras está ‘rachando de ganhar dinheiro’ enquanto o povo sofre

Bolsonaro disse que, se confirmado o novo reajuste, será
uma manobra política da empresa. Foto: Isac Nóbrega/PR

Durante live semanal, o presidente criticou os sucessivos reajustes e disse que um novo aumento seria ‘manobra política’

Durante sua live semanal desta quinta-feira, 16, o presidente Jair Bolsonaro (PL) criticou o recente aumento dos preços de combustível pela Petrobras. Há rumores de que a empresa reajustará novamente os valores nesta semana. “Espero que a Petrobrás não aumente os combustíveis, eles têm total liberdade eu não mando nada lá. Mudamos o ministro de Minas e Energia e ele está tentando mudar a presidência da Petrobras, mas é complicado, tem muita burocracia. Não depende de nós, depende do conselho. Esperamos que a Petrobras não faça essa maldade com o povo brasileiro”, disse. O presidente chegou a comentar uma reportagem sobre a margem de lucro da Petrobras que é 6x maior do que de empresas estrangeiras. “A Petrobras está rachando de ganhar dinheiro. O Diesel está lá em cima, em função de impostos e pelo preço cobrado pela Petrobras. Quanto mais o povo está sofrendo, mais felizes estão os diretores e o atual presidente. A gente espera que o Conselho se reúna, porque eles não querem se reunir, para reeleger o presidente”, completou.

“Quando aumenta o Petróleo lá fora, eles não precisam aumentar imediatamente os preços. Eles têm um prazo para reajustar, quem diz é a decisão do Conselho, quando se criou a PPI no começo do Governo Temer. Pra mim não interessa esse lucro no primeiro trimestre. Eu não quero isso, mas não tenho como abater no preço do Diesel. A Petrobras poderia fazer isso, mas há um interesse enorme que eu não consigo explicar o porquê eles têm essa sanha de aumentar imediatamente os preços”, disparou. Segundo Bolsonaro, se houver a confirmação do novo reajuste, será uma ‘manobra política’. “Da nossa parte vamos diminuir o PIS/COFINS da gasolina e o ICMS, mais ou menos uma redução de R$ 2 na gasolina e quase R$ 1 no preço do Diesel, até a semana que vem com a aprovação da PEC no Congresso. Eu entenderia que seria um reajuste político da Petrobrás”, completou.

Assista à live durante o programa Os Pingos nos Is:

Por Jovem Pan