terça-feira, 21 de junho de 2022

Bolsonaro afirma que pediu instalação de CPI porque ‘preços da Petrobras são um abuso’

Jair Bolsonaro defende a abertura da CPI da Petrobras.
Isac Nóbrega/PR

Política de preços praticada pela estatal motivou desavenças com o Palácio do Planalto; Arthur Lira, presidente da Câmara, lidera a colheita de assinaturas para viabilizar a abertura de uma comissão

O presidente Jair Bolsonaro (PL) disse a apoiadores nesta segunda-feira que apoia fortemente a instalação de um Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar possíveis irregularidades da Petrobras, a despeito de ter sido ele o responsável pela indicação dos três últimos presidentes da estatal. Antecedido por Roberto Castello Branco e Joaquim Silva e LunaJosé Mauro Coelho não suportou a pressão do Palácio do Planalto pelo fim da alta dos combustíveis. Na última sexta-feira, a Petrobras anunciou reajustes de 5,2% no preço da gasolina e de 14,2% no do diesel.

“Eu estou acertando uma CPI na Petrobras. ‘Ah, você que indicou o presidente [da Petrobras]’. Sim, mas quero CPI, ué. Por que não? Investiga o cara. Se não der em nada, tudo bem. Mas os preços da Petrobras são um abuso”, justificou Bolsonaro, em conversa com apoiadores em Brasília. O deputado federal Arthur Lira (PP-AL), presidente da Câmara e aliado do governo, lidera a colheita de assinaturas para viabilizar a abertura de uma comissão. No entanto, parlamentares ligados a Lira ou ao Palácio do Planalto temem que a CPI se transforme em munição da oposição para desgastar o governo em um ano eleitoral, uma vez que cabe à União indicar o presidente e integrantes do Conselho de Administração da Petrobras.

Por Jovem Pan