quarta-feira, 1 de junho de 2022

Ao lado de Alckmin, Lula defende eleição de ex-guerrilheiro na Colômbia

O ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (esq) e
 o ex-presidente Lula (à dir), durante um evento com 
centrais sindicais em São Paulo - Roberto Casimiro/Estadão

Vídeo mostra ex-governador de São Paulo visivelmente constrangido

Durante um evento promovido por centrais sindicais em São Paulo, Lula pediu aos colombianos que votassem no candidato a presidente Gustavo Petro, senador e ex-integrante da guerrilha de extrema esquerda M-19. Ao puxar um coro — no qual o público repetia as palavras de ordem ditas pelo ex-presidente —, Lula recorreu ao repertório de sempre: “Nós contra eles”. A novidade, contudo, foi o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSB) visivelmente constrangido ao fazer parte do jogral. Assista ao vídeo abaixo:

A guerrilha M-19

Entre as ações do grupo terrorista está a invasão do Palácio da Justiça, em 1985, quando mais de 300 pessoas foram feitas reféns. A ação durou quase 30 horas e terminou em confronto com o Exército da Colômbia. Entre os mais de 100 mortos estava o então presidente da Suprema Corte, Alfonso Reyes Echandía. Rebatizado Aliança Democrática M-19, o grupo guerrilheiro se transformou em partido político em 1990. Gustavo Petro foi um dos fundadores.

Cristyan Costa