quinta-feira, 2 de junho de 2022

Alexandre de Moraes é eleito para novo mandato no TSE

Ministro Alexandre de Moraes, durante sessão da 
1ª Turma do STF | Foto: Nelson Jr./SCO/ST

Em agosto, ele assumirá a presidência do órgão e ficará responsável pelas eleições deste ano

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), foi eleito nesta quarta-feira, 1º, para um novo mandato de dois anos como ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

A votação ocorreu no início da sessão do Supremo. Moraes foi reconduzido por 10 votos a 1 — como o indicado não pode votar em si mesmo, Moraes votou na ministra Carmem Lúcia para o cargo.

Ele assumirá a presidência do TSE em agosto, no lugar do ministro Edson Fachin, e conduzirá as eleições de outubro. O mandado termina em junho de 2024.

-Publicidade-

O tribunal é composto de sete ministros: três do Supremo Tribunal Federal, dois do Superior Tribunal de Justiça e dois juristas nomeados pelo presidente da República entre advogados de notável saber jurídico e idoneidade moral, a partir de lista tríplice indicada pelo STF. Cada ministro é eleito para um biênio e é proibida a recondução após dois biênios consecutivos.

Cassação de candidatos

Ontem, 31 de maio, Moraes deu o tom de como será seu mandato à frente da Corte. Ele defendeu a cassação do registro de candidatos que divulgarem “fake news” nas redes sociais durante as eleições.

Notícias fraudulentas divulgadas por redes sociais que influenciem o eleitor acarretarão a cassação do registro daquele que a veiculou”, disse Moraes, em um evento com diplomatas estrangeiros, na noite da terça-feira 31. “A Justiça Eleitoral está preparada para combater as milícias digitais da internet.”

Redação Oeste