segunda-feira, 30 de maio de 2022

Subsea 7 conquista contrato com a Petrobras para campo de Búzios

Empresa será responsável pelo sistema de coleta submarina de projeto no pré-sal da Bacia de Santos

A Subsea 7, multinacional de origem norueguesa, com sede no Reino Unido, líder global na entrega de projetos offshore e serviços para o mercado de energia, anunciou a conquista do maior contrato de EPCI / SURF3 junto à Petrobras. A empresa venceu a licitação para desenvolvimento do 8º módulo do campo de Búzios, localizado a aproximadamente 180 quilômetros da costa do Rio de Janeiro, a 2.000 metros de profundidade, no pré-sal da Bacia de Santos. O valor combinado é de aproximadamente US$ 750 milhões.  

O escopo do contrato inclui projeto de engenharia, fornecimento de bens, fabricação, instalação e pré-comissionamento de aproximadamente 126 quilômetros de linhas submarinas de dutos rígidos. O acordo prevê ainda 98 quilômetros de linhas flexíveis e 88 quilômetros de umbilicais e infraestrutura associadas, além de ancoragem de linhas ao FPSO.

– Esse contrato é o reconhecimento do trabalho de cada colaborador envolvido e materializa nossa estratégia de atendimento de clientes no Brasil. Estamos orgulhosos de desenvolver mais esse projeto em parceria com a Petrobras – avalia Daniel Hiller, vice-presidente da Subsea 7 Região Brasil.

O gerenciamento do projeto e a engenharia começarão imediatamente nos escritórios da Subsea 7 no Rio de Janeiro e em Paris. A fabricação dos dutos ocorrerá na unidade da Subsea 7 em Ubu, no Espírito Santo, e as operações offshore estão previstas para 2024 e 2025, usando um dos barcos da frota da Subsea 7, no Brasil.

1  EPCI – Engineering, Procurement, Construction & Installation.

2  SURF – Subsea, Umbilicals, Risers & Flowlines.

Sobre a Subsea 7 – Região Brasil

 A Subsea 7 está presente na região Brasil há mais de 35 anos e conta com mais de 1.400 colaboradores distribuídos em bases operacionais no Espírito Santo, em Rio das Ostras (RJ) e em Niterói (RJ), além de um escritório na cidade do Rio de Janeiro. A atuação no Brasil se divide em duas grandes áreas: 

 SURF & CONVENTIONAL: EPCI (Engineering, Procurement, Construction and Installation) e descomissionamento em lâminas d’água variadas

LIFE OF FIELD: IRM, reparo e manutenção, gestão de integridade e serviços de suporte.

A empresa já instalou mais de 1.000 km de linhas rígidas e mais de 4 mil km de linhas flexíveis no Brasil e atualmente tem uma moderna frota local composta por 5 PLSVs e mais de 40 ROVs.

Por DANIEL SUZUMURA/Jornal Dia Dia