Segurança Pública, GOE, PM, Polícia Civil e Proeis de Rio das Ostras se unem para ordenar atividades noturnas na cidade

As forças de segurança atuaram já neste fim de semana. 
Foram também coibidas irregularidades quanto ao 
cumprimento do Código de Trânsito Brasileiro – CTB. 
Fotos: Allexandre Costa / Divulgação

Reunião discutiu as ações que serão tomadas nas próximas semanas

Com os baixos índices de contaminação do coronavírus, Rio das Ostras está em um momento de retomada da economia e a Administração Municipal reuniu representantes dos poderes, dos músicos e dos empresários para ordenar as atividades nas orlas da Cidade, principalmente Costazul.

A primeira reunião aconteceu na semana passada com as presenças da secretária de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Aurora Siqueira; presidente da Fundação Rio das Ostras de Cultura, Cristiane Regis; coordenadora geral de Fiscalização e Postura, Cristina Kanda; dos vereadores Uderlan Hespanhol, presidente da Comissão de Turismo da Câmara Municipal e Sidnei Mattos; além de alguns empresários e músicos locais.

Foram discutidas as denúncias de som alto feitas ao Ministério Público e à Administração pelos moradores, e a legislação como o Código de Postura e a Lei de Zoneamento. “O objetivo é chegarmos em um entendimento, respeitando a todos e possibilitando que todos possam trabalhar com segurança”, disse Aurora.

Ficou definido que as forças de segurança começariam um trabalho de orientação e fiscalização em conjunto e que músicos e empresários organizariam os estabelecimentos, principalmente observando a propagação do som, depois das 22h, a fim de que os moradores sejam respeitados em seus direitos. Depois de um mês, serão novamente avaliados os resultados das adequações.

AÇÕES CONJUNTAS – A força-tarefa já começou neste fim de semana na orla de Costazul e na localidade de Mariléa, envolvendo a Coordenadoria Geral de Fiscalização e Postura (Comfis), a Secretaria de Segurança Pública, o Grupamento de Operações Especiais (GOE), a Polícia Militar, Polícia Civil e Programa Estadual de Integração na Segurança (Proeis).
Entre as ações realizadas pelos fiscais, com o apoio das forças de segurança, estão a retirada de mesas e cadeiras do passeio público, a proibição de sair dos estabelecimentos com garrafas de vidros, coibição de ambulantes irregulares, notificação de estabelecimento com o som acima do permitido, entre outras.

IRREGULARIDADES NO TRÂNSITO – Além das ações junto aos bares, casas de shows, ambulantes e perturbação do sossego, também foram coibidas irregularidades quanto ao cumprimento do Código de Trânsito Brasileiro- CTB.
Durante a operação 238 veículos foram abordados, 29 infrações foram registradas, uma Carteira Nacional de Habilitação – CNH e um Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo- CRLV foram recolhidos.
Dentre as infrações cometidas estão; estacionar em desacordo com a sinalização, não usar o capacete e cinto de segurança, itens obrigatórios por lei.

Postagem Anterior Próxima Postagem