Busto romano com 2 mil anos é comprado por menos de US$ 35 em brechó nos EUA

O busto romano de 2 mil anos 
Foto: Reprodução/Museu de San Antonio

Peça se perdeu na Alemanha depois da Segunda Guerra Mundial

Laura Young pagou US$ 34,99 por uma estátua de mármore que encontrou em uma loja Goodwill, espécie de brechó filantrópico, nos Estados Unidos. Ao pesquisar sobre o item, ela descobriu que a peça era um busto romano com cerca de 2 mil anos.

A compra ocorreu em 2018 na loja em a Austin, capital do Texas. “Foi uma pechincha de US$ 35″, disse Laura à CNN na sexta-feira 6. “Não havia razão para não comprar”. Ela, que revende seus achados antigos desde 2011, afirmou que “estava apenas procurando por qualquer coisa que parecesse interessante.”

O achado de Laura, quatro anos depois, foi parar no Museu de Arte de San Antonio (SAMA), também no Texas. Para rastrear a origem da peça, ela entrou em contato com casas de leilões. Uma delas, a Sotheby’s, confirmou que o artefato é de fato um busto romano e tinha cerca de 2 mil anos.

Lynley McAlpine, curadora de pós-doutorado do Sama, disse que acredita-se que seja o busto de Sexto Pompeu, um líder militar romano. O pai dele, Pompeu, o Grande, foi aliado de Júlio César.

Um especialista conseguiu encontrar fotos da peça em um banco de dados digital. As imagens foram feitas na década de 1930 em Aschaffenburg, na Baviera, Alemanha.

70 anos desaparecido

O busto chegou a ficar alojado em uma réplica de uma casa de Pompéia, também conhecida como Pompejanum, encomendada pelo rei Ludwig I da Baviera — que reinou entre 1825 e 1848. Durante a Segunda Guerra Mundial, a peça foi transferida para um depósito a fim de ser protegida.

“Parece que em algum momento entre quando foi armazenado até cerca de 1950, alguém o encontrou e o levou”, disse Lynley.

Elo perdido

Laura ainda se pergunta como o busto romano chegou até um Goodwill em Austin, Texas. “Eu realmente adoraria que quem fez a doação se apresentasse”, afirmou. “Provavelmente não é a pessoa original que o levou do depósito, mas ainda gostaria de conhecer a história.”

Por enquanto, a obra permanece no Texas. Mas depois de maio de 2023 o artefato deve retornar para a Alemanha, para ser exibido no Pompejanum. De acordo com a curadora do Sama, o busto romano pertence aos alemães e está emprestado contratualmente ao museu texano por um ano.

Redação Oeste

Postagem Anterior Próxima Postagem