terça-feira, 31 de maio de 2022

Biden descarta envio de mísseis de longo alcance para Ucrânia

Em maio, Joe Biden pediu ao Congresso mais dinheiro
 para que o país continuasse enviando armas à Ucrânia. 
EFE / EPA / STEVE POPE

Em coletiva na Casa Branca, presidente dos Estados Unidos garantiu que o país não atenderá a solicitação de Kiev

O presidente Joe Biden garantiu que os Estados Unidos não vão enviar mísseis de longo alcance para a Ucrânia, com capacidade de chegar ao território da Rússia, conforme está sendo solicitado por Kiev. A afirmação foi feita nesta segunda-feira, 30, em entrevista coletiva na Casa Branca. Em maio, Joe Biden pediu ao Congresso mais dinheiro para que o país continuasse “enviando armas diretamente para a frente da liberdade na Ucrânia e apoiando econômica e humanitariamente o povo ucraniano”. Em 28 de abril, a solicitação de recursos foi formalmente apresentada ao Congresso, com valor de US$ 33 bilhões, sendo que US$ 20 bilhões são voltados para assistência militar. Desde então, embora porta-vozes do Pentágono e da Casa Branca afirmem que o envio de armamento não afeta a defesa dos EUA, eles conhecem que uma avaliação das reservas é feita a cada novo envio à Ucrânia.

Por Jovem Pan

*Com informações da EFE