Rússia impõe sanções contra Kamala Harris e Mark Zuckerberg

Rússia divulgou uma lista com um novo lote de sanções
 individuais contra autoridades e personalidades norte-americanas. 
EFE/EPA/MICHAEL REYNOLDS

Lista também restringe funcionários do Pentágono e da Casa Branca, especialistas, o marido da vice-presidente e a esposa do secretário Antony Blinken

Como resposta às recentes sanções anunciadas pelos Estados Unidos contra 40 indivíduos e empresas, a Rússia divulgou uma lista com um novo lote de sanções individuais contra autoridades e personalidades norte-americanas, como a vice-presidente Kamala Harris e o fundador do Facebook, Mark Zuckerberg. O documento, que contempla cerca de 30 pessoas, também inclui cônjuges de altos funcionários dos EUA, que serão proibidos de entrar em território russo por criar “uma agenda russofóbica”, disse o Ministério das Relações Exteriores em comunicado. A lista também restringe funcionários do Pentágono, da Casa Branca, o CEO do Linkedin, Ryan Roslansky, e especialistas como Edward Acevedo, do Centro Wilson, além de Evan Ryan, esposa do secretário de Estado Antony Blinken, e Douglas Emhoff, marido de Harris.

Jornalistas também são mencionados no bloqueio e o Ministério das Relações Exteriores russo promete anunciar uma nova sequência de medidas contra as “ações hostis das autoridades dos EUA”. Embora sejam vistas como uma respostas às decisões do governo de Joe Biden, a lista de restrições russa também anunciou sanções individuais contra 61 cidadãos canadenses, desde altos funcionários a militares, empresários, especialistas e jornalistas.

Por Jovem Pan

*Com EFE

Postagem Anterior Próxima Postagem