Marcelo Odebrecht tem pena reduzida por acordo de delação premiada com o STF

Marcelo Odebrecht se tornou um dos empresários mais 
conhecidos por corromper políticos em toda a América Latina.
 PITI REALI / ESTADÃO CONTEÚDO / AE

Sentença cai para 7 anos e meio, e empresário ficará totalmente livre no fim de 2022

O ministro do Supremo Tribunal Federal Edson Fachin reduziu a pena do empresário Marcelo Odebrecht de 10 anos para sete anos e meio, conforme possibilidade prevista em acordo de delação premiada. Em 2021, Odebrecht atingiu uma “cláusula de desempenho” que considerava que a sentença seria diminuída se a delação concedida ao Ministério Público Federal (MPF) fosse considerada efetiva, como acabou sendo. A Procuradoria-Geral da República, órgão máximo do MPF, se manifestou a favor do benefício. O empresário está hoje no regime aberto, no qual precisa se recolher aos fins de semana e prestar serviços comunitários; com a redução, ele ficará completamente livre no fim de 2022. Anteriormente, ele ficou preso por dois anos em Curitiba, até dezembro de 2017, quando foi para prisão domiciliar conforme o acordo de delação. A empresa, rebatizada de Novonor, demitiu Marcelo em 2019 e hoje está em recuperação judicial.

Por Jovem Pan

Postagem Anterior Próxima Postagem