Daniel Silveira: ministros do STF estudam antecipar votos

O deputado federal Daniel Silveira, durante solenidade
 de posse e despedida de ministros de Estado, no 
Palácio do Planalto. Foto: Mateus Bonomi/Estadão Conteúdo

Trata-se de um 'plano B', caso André Mendonça peça vista do caso

Nove ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) avaliam antecipar seus votos sobre o caso do deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ), caso André Mendonça peça vista do processo, informou nesta terça-feira, 19, o portal Uol.

Amanhã, a Corte vai se debruçar sobre o processo envolvendo o parlamentar. A expectativa é que Silveira seja condenado, em virtude de críticas que fez ao STF. O congressista, que pretende disputar o Senado neste ano, pode ficar inelegível.

Desde que a ação de Silveira chegou ao STF, apoiadores do presidente Jair Bolsonaro levantaram a possibilidade de o ministro Mendonça suspender o julgamento, ao pedir vista. O processo só volta quando o ministro quiser.

Caso os ministros antecipem seus votos, a medida teria um efeito mais simbólico que prático — demonstraria a unidade do STF contra Daniel Silveira, fortaleceria a posição de Moraes e tentaria isolar Mendonça no julgamento.

No início deste mês, Mendonça e Nunes Marques foram os únicos que divergiram do entendimento do relator do processo, Alexandre de Moraes, segundo o qual Silveira tinha de cumprir medidas cautelares.

O deputado é investigado em inquéritos movidos pela Corte. Juristas ouvidos por Oeste afirmam que as investigações são inconstitucionais.

Redação Oeste

Postagem Anterior Próxima Postagem