Caso Guarapuava: Polícia Civil prende suspeito de envolvimento no assalto no Paraná

Divulgação/SESPR

Detido não se envolveu diretamente na ação criminosa realizada na madrugada desta segunda, 18, mas auxiliou a quadrilha na compra de armas de fogo

A Polícia Civil do Paraná prendeu nesta segunda-feira, 18, um suspeito de envolvimento com o assalto realizado por uma quadrilha em Guarapuava. O rapaz, que é morador da cidade, não atuou diretamente na ação criminosa, mas auxiliou o grupo de 30 assaltantes com a logística na compra de armas de fogo. O material coletado para análise será submetido a perícia para cruzamento de dados com impressões digitais nos bancos de dados da própria polícia. A Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesp) informou em suas páginas oficiais que doze veículos utilizados pelos criminosos foram localizados – sendo quatro deles queimados e usados como barreira contra os agentes de segurança.

Além dos automóveis, três armas de calibre .50; um fuzil de calibre 7,62; quatro armas de calibre 5,56; uma espingarda de calibre .12; uma pistola de calibre 9mm; um carregador de fuzil AK-47; 163 munições de calibres 7,62 e 5,56; R$ 1,4 mil em espécie; dois coletes e quatro capacetes balísticos; kits de primeiros socorros; facas, celulares e mochilas com roupas, remédios e itens de higiene foram apreendidos até as 16h por policiais. Hudson Leôncio Teixeira, coronel e comandante-geral da Polícia Militar do Paraná, afirmou em nota que “os indivíduos tentaram acessar os cofres [da empresa de transportes de valores], mas não conseguiram” e, em seguida, “fizeram disparos contra nossos policiais” e “abandonaram veículos e armamento”.

Por Jovem Pan

Postagem Anterior Próxima Postagem