Tarcísio Freitas acerta com o Republicanos para disputar o governo de SP

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas,
 participa da cerimônia de hasteamento da bandeira com 
todos os ministros no Palácio da Alvorada - 17/03/2022 
Foto: Antonio Molina/Estadão Conteúdo

Filiação do ministro da Infraestrutura atrapalha os planos dos tucanos no maior colégio eleitoral do Brasil

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, decidiu nesta quinta-feira, 24, que vai se filiar ao Republicanos. A formalização será no dia 28 deste mês, em Brasília, confirmou a assessoria do ministro à Revista Oeste.

Esperava-se que Tarcísio entrasse para o Partido Liberal (PL), comandado por Valdemar Costa Neto e abrigo da base bolsonarista. Com o acerto, o presidente Jair Bolsonaro (PL) consolida seu palanque no maior colégio eleitoral do país.

Além disso, Bolsonaro atrapalha os planos do vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (PSDB). Aliado de Doria, o tucano negociava com a cúpula do Republicanos, e esperava contar com o apoio do partido à sua candidatura.

Oeste também apurou que a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, avalia se filiar ao Republicanos. Caso bata o martelo, Damares deve concorrer a uma cadeira no Senado pelo Amapá.

Divisão

Com a chegada de Tarcísio, os integrantes do primeiro escalão do governo filiados a partidos políticos se dividem entre as três legendas que devem apoiar Bolsonaro. Seis estão no PL, três no Republicanos e três no PP. No PL, partido de Bolsonaro, Flávia Arruda, Gilson Machado, Rogério Marinho, Braga Netto, Onyx Lorenzoni e Marcos Pontes; no PP, Ciro Nogueira, Tereza Cristina e Fábio Faria; no Republicanos, Tarcísio Freitas, João Roma e Hamilton Mourão.

Cristyan Costa

Postagem Anterior Próxima Postagem