Rio das Ostras convoca população que tomou a 2ª dose para receber a dose de reforço

Vacinação contra a Covid-19 é a maneira mais
 segura de não ter complicações da doença. 
Foto: Celso Ávila

 Maiores de 18 anos vacinados com a 2ª dose ou dose única há mais de quatro meses já podem ser imunizados com a dose de reforço

Em dois anos de pandemia e chegando ao fim da onda da variante Ômicron, muitas cidades do País avaliam a possibilidade de liberar o uso de máscaras. Rio das Ostras também estuda a questão, mas para que a decisão possa ser tomada de forma responsável e segura, é fundamental que as pessoas estejam totalmente imunizadas. Na próxima semana, de 21 a 25 de março, o Calendário Vacinal prioriza as pessoas maiores de 18 anos que já estão aptas a receber a dose de reforço. Mas também continua a vacinar as pessoas com 1ª, 2ª, 3ª e 4ª dose e o público infantil de 5 a 11 anos. A imunização acontece de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h.

A vacinação para pessoas a partir de 12 anos, acontece em três polos da Cidade. São eles: Iate Clube Rio das Ostras, em Boca da Barra, Posto de Estratégia de Saúde da Família, no Âncora, e Casa da Criança, em Cidade Praiana.

Já para as crianças com idade entre 5 a 11 anos, a imunização acontece no Espaço de Eventos Celso Jappour (Camping Costazul), em Costazul, polo de referência em vacinação pediátrica contra a Covid-19.

“Temos tido dados epidemiológicos positivos em relação à pandemia, entretanto, não dá para pensar, no momento atual, em erradicação da Covid-19. Ela vai continuar presente no nosso dia a dia, como acontece com outras doenças virais, como a influenza, por exemplo. O que a gente sabe é que as pessoas vacinadas têm um risco menor de contrair a forma grave da doença e evoluir para óbito. Por isso, é importante que as pessoas completem o esquema vacinal e recebam a dose de reforço, que é essencial para essa proteção”, destacou Emanuele Valente, enfermeira e Chefe da Divisão de Imunização.

O último vacinômetro, com dados computados até a terça-feira, dia 15, demonstra uma cobertura vacinal com a dose de reforço ainda baixa. Somente 38,83% da população apta recebeu o imunizante, comprovando que ainda existem muitas pessoas com a 3ª dose em atraso.

“Precisamos que as pessoas aptas procurem os polos de vacinação para tomar a dose de reforço. Nesta semana, montamos um calendário de vacinação contra a Covid-19 priorizando a oferta de terceira dose à população maior de 18 anos com o objetivo de aumentar a cobertura vacinal da dose de reforço”, contou Emanuele.

ORIENTAÇÕES PESSOAS QUE CONTRAÍRAM A DOENÇA – Todos as pessoas que contraíram Covid-19 devem ser vacinados, já que a duração da proteção natural gerada pela própria doença é desconhecida, existindo a possibilidade de reinfecção e o desenvolvimento de casos graves da doença. Caso esteja com o quadro positivo para a doença, a vacina só deve ser aplicada após o completo restabelecimento da saúde e, no mínimo, quatro semanas após o início dos sintomas da Covid-19.

INTERVALOS RECOMENDADOS 2ª DOSE – Atenção aos intervalos recomendados para receber a segunda dose (maiores de 12 anos): vacinados com Pfizer – 21 dias após a primeira dose; vacinados com Astrazeneca – oito semanas após a primeira dose; vacinados com Coronavac – 28 dias após a primeira dose; vacinados com Janssen – 2 meses após a Dose Única.

As crianças entre 5 a 11 anos devem obedecer aos intervalos seguintes: vacinadas com Pfizer Infantil – oito semanas após a primeira dose; vacinadas com Coronavac – 28 dias após a primeira dose.

3ª DOSE- Para receber a terceira dose (maiores de 18 anos), os intervalos são os seguintes: população vacinada com Astrazeneca, Coronavac ou Pfizer: 4 meses após a segunda dose; Imunossuprimidos: oito semanas após a segunda dose; gestantes e puérperas: quatro meses após a segunda dose. Para a terceira dose dos adolescentes entre 12 a 17 anos, os intervalos são os seguintes: imunossuprimidos – oito semanas após a segunda dose e gestantes e puérperas – quatro meses após a segunda dose.

4ª DOSE – Pessoas com imunossupressão, maiores de 12 anos, que receberam a terceira dose há mais de quatro meses já podem tomar a quarta dose. Àqueles atendidos pelo Serviço de Assistência Especializada (SAE) serão vacinados no próprio SAE. Os demais devem se dirigir aos polos de vacinação.

IMUNOSSUPRESSÃO – Entende-se por pessoas com imunossupressão (imunocomprometidos) aqueles que possuem as seguintes condições: Imunodeficiência primária grave; quimioterapia para câncer; transplantados de órgão sólido ou de células tronco hematopoiéticas (TCTH); uso de drogas imunossupressoras; pessoas vivendo com HIV/AIDS; uso de corticóides em doses ≥20 mg/dia de prednisona, ou equivalente, por ≥14 dias; uso de drogas modificadoras da resposta imune; auto inflamatórias; doenças intestinais inflamatórias; pacientes em hemodiálise e pacientes com doenças imunomediadas inflamatórias crônicas.

CALENDÁRIO SEMANAL DE VACINAÇÃO COVID-19 PESSOAS A PARTIR DE 12 ANOS

Segunda-feira, 21/03/2022 – 8h às 16h – nos Polos Iate Clube, em Boca da Barra e ESF Âncora, no Âncora e Casa da Criança, em Cidade Praiana

3ª dose (Reforço) – Pessoas com 60 anos ou mais vacinadas há quatro meses com a 2ª dose

Terça-feira, 22/03/2022 – 8h às 16h – nos Polos Iate Clube, em Boca da Barra e ESF Âncora, no Âncora e Casa da Criança, em Cidade Praiana

3ª dose (Reforço) – Pessoas com 50 anos ou mais vacinadas há quatro meses com a 2ª dose

Quarta-feira, 23/03/2022 – 8h às 16h –nos Polos Iate Clube, em Boca da Barra e ESF Âncora, no Âncora e Casa da Criança, em Cidade Praiana

3ª dose (Reforço) – Pessoas com 40 anos ou mais vacinadas há quatro meses com a 2ª dose

Quinta-feira, 24/03/2022 – 8h às 16h – nos Polos Iate Clube, em Boca da Barra e ESF Âncora, no Âncora e Casa da Criança, em Cidade Praiana

3ª dose (Reforço) – Pessoas com 30 anos ou mais vacinadas há quatro meses com a 2ª dose

Sexta-feira, 25/03/2022 – 8h às 16h – nos Polos Iate Clube, em Boca da Barra e ESF Âncora, no Âncora

3ª dose (Reforço) – Pessoas com 18 anos ou mais vacinadas há quatro meses com a 2ª dose

Repescagem diária com vacinas disponíveis:

1ª dose – Para a população maior de cinco anos não vacinada

2ª dose – Para a população maior de cinco anos, vacinada apenas com a primeira dose

Intervalos da primeira para a segunda dose – maiores de 12 anos:

Vacinados com Pfizer – 21 dias

Vacinados com Astrazeneca – 8 semanas

Vacinados com Coronavac – 28 dias

Vacinados com Janssen – 2 meses

Intervalos da primeira para a segunda dose – Intervalos de Crianças entre 5 a 11 anos:

Vacinadas com Pfizer Infantil – 8 semanas

Vacinadas com Coronavac – 28 dias

3ª dose – Para a população maior de 18 anos, vacinadas com as duas doses, com os seguintes intervalos recomendados:

Vacinados com Astrazeneca, Coronovac ou Pfizer – 4 meses

Imunossuprimidas – 8 semanas

Gestantes ou puérperas – 4 meses

Adolescentes entre 12 a 17 anos, vacinadas com duas doses, com os seguintes intervalos recomendados:

Imunossuprimidas – 8 semanas

Gestantes ou puérperas – 4 meses

(A terceira dose não é indicada para os demais adolescentes)

4ª dose- Para a população com Imunossupressão, maior de 12 anos, vacinadas com as três doses com o intervalo recomendado de quatro meses.

CALENDÁRIO SEMANAL DE VACINAÇÃO COVID-19 PEDIÁTRICA 5 A 11 ANOS

De Segunda-feira, 21/03, a Sexta-feira, 25/03

8h às 16h – Espaço de Eventos Celso Jappour (Camping Costazul), em Costazul

1ª dose – Crianças – 5 a 11 anos

2ª dose – Crianças – 5 a 11 anos

*Disponível Pfizer Pediátrica e Coronavac

DOCUMENTOS – Para receber a vacina será necessário apresentar os seguintes documentos: Certidão de Nascimento ou Identidade, CPF ou Cartão do SUS, Comprovante de Residência e Caderneta de Vacinação da Criança, considerando a necessidade de avaliação técnica sobre o intervalo recomendado entre a vacina Covid-19 e as demais vacinas do Calendário Nacional de Imunização (15 dias).

PRESENÇA RESPONSÁVEL – Conforme orientação em Nota Técnica, os pais ou responsável legal devem estar presentes no ato da vacinação. Em caso de ausência destes, um adulto poderá acompanhar a criança portando a autorização de consentimento por escrito (modelo de declaração disponível nos Polos de Vacinação Pediátrica). Não será necessária receita médica para vacinar a criança.

Postagem Anterior Próxima Postagem