Rio das Ostras amplia horário de vacinação contra a Covid-19 no Iate Clube

Na próxima semana, de 28 de março a 1 de abril,
 excepcionalmente, o Polo Iate Clube funcionará d
e 8h às 19h. Foto: Celso Ávila

Polo ficará aberto de 8h às 19h, excepcionalmente na semana entre 28 de março e 1º de abril, para atender população maior de 12 anos

Rio das Ostras segue convocando a população rio-ostrense apta a receber a dose de reforço da vacina contra a Covid-19. Mesmo com a divulgação ampla e com o calendário específico para este público, a Cidade ainda não alcançou o percentual desejado de vacinados com a 3ª dose, contemplando apenas 40,74% dos munícipes. Nesta semana, de 28 de março a 1 de abril, a Cidade segue ofertando diariamente a 1ª, 2ª, 3ª e 4ª dose. A novidade, será a ampliação do horário de atendimento do polo do Iate Clube, em Boca da Barra, que exclusivamente na semana atenderá de 8h às 19h, para atender a população maior de 12 anos.

A vacinação para pessoas a partir de 12 anos, acontece em três polos da Cidade. São eles: Iate Clube Rio das Ostras (de 28 de março a 1 de abril, de 8h às 19h), em Boca da Barra, Posto de Estratégia de Saúde da Família, no Âncora, e Casa da Criança, em Cidade Praiana (das 8h às 16h). Já para as crianças com idade entre 5 a 11 anos, a imunização acontece no Espaço de Eventos Celso Jappour (Camping Costazul), em Costazul, polo de referência em vacinação pediátrica contra a Covid-19, de 8h às 16h. As unidades funcionam de segunda a sexta-feira.

A dose de reforço tem como objetivo aumentar a imunidade adquirida no esquema inicial, o que é considerado essencial após estudos sinalizarem a diminuição da proteção com o passar do tempo.

“A baixa procura pelo reforço é preocupante, principalmente neste momento, onde se estuda a possibilidade de liberar o uso de máscaras. Entretanto para que esta decisão seja tomada de forma responsável e segura, é fundamental que as pessoas estejam totalmente imunizadas”, destacou Emanuele Valente, enfermeira e Chefe da Divisão de Imunização.

ORIENTAÇÕES PESSOAS QUE CONTRAÍRAM A DOENÇA – Todos as pessoas que contraíram Covid-19 devem ser vacinados, já que a duração da proteção natural gerada pela própria doença é desconhecida, existindo a possibilidade de reinfecção e o desenvolvimento de casos graves da doença. Caso esteja com o quadro positivo para a doença, a vacina só deve ser aplicada após o completo restabelecimento da saúde e, no mínimo, quatro semanas após o início dos sintomas da Covid-19.

INTERVALOS RECOMENDADOS 2ª DOSE – Atenção aos intervalos recomendados para receber a segunda dose (maiores de 12 anos): vacinados com Pfizer – 21 dias após a primeira dose; vacinados com Astrazeneca – oito semanas após a primeira dose; vacinados com Coronavac – 28 dias após a primeira dose; vacinados com Janssen – 2 meses após a Dose Única.

As crianças entre 5 a 11 anos devem obedecer aos intervalos seguintes: vacinadas com Pfizer Infantil – oito semanas após a primeira dose; vacinadas com Coronavac – 28 dias após a primeira dose.

3ª DOSE- Para receber a terceira dose (maiores de 18 anos), os intervalos são os seguintes: população vacinada com Astrazeneca, Coronavac ou Pfizer: 4 meses após a segunda dose; Imunossuprimidos: oito semanas após a segunda dose; gestantes e puérperas: quatro meses após a segunda dose. Para a terceira dose dos adolescentes entre 12 a 17 anos, os intervalos são os seguintes: imunossuprimidos – oito semanas após a segunda dose e gestantes e puérperas – quatro meses após a segunda dose.

4ª DOSE – Pessoas com imunossupressão, maiores de 12 anos, que receberam a terceira dose há mais de quatro meses já podem tomar a quarta dose. Aqueles atendidos pelo Serviço de Assistência Especializada (SAE) serão vacinados no próprio SAE. Os demais devem se dirigir aos polos de vacinação.

IMUNOSSUPRESSÃO – Entende-se por pessoas com imunossupressão (imunocomprometidos) aqueles que possuem as seguintes condições: Imunodeficiência primária grave; quimioterapia para câncer; transplantados de órgão sólido ou de células tronco hematopoiéticas (TCTH); uso de drogas imunossupressoras; pessoas vivendo com HIV/AIDS; uso de corticoides em doses ≥20 mg/dia de prednisona, ou equivalente, por ≥14 dias; uso de drogas modificadoras da resposta imune; auto inflamatórias; doenças intestinais inflamatórias; pacientes em hemodiálise e pacientes com doenças imunomediadas inflamatórias crônicas.

 

CALENDÁRIO SEMANAL DE VACINAÇÃO COVID-19 PESSOAS A PARTIR DE 12 ANOS

De segunda-feira, 28/03, a sexta-feira, 01/04 – 8h às 16h – Polos ESF Âncora, no Âncora e Casa da Criança, em Cidade Praiana

8h às 19h- Polo Iate Clube, em Boca da Barra

3ª dose (Reforço) – Pessoas com 18 anos ou mais que receberam a 2ª dose há mais de 4 meses.

 

Para receber a vacina será necessário apresentar os seguintes documentos:

  • Certidão de Nascimento ou identidade;
  • CPF ou Cartão do SUS;
  • Comprovante de residência.

 

CALENDÁRIO SEMANAL DE VACINAÇÃO COVID-19 PEDIÁTRICA 5 A 11 ANOS

De Segunda-feira, 28/03, a Sexta-feira, 01/04

8h às 16h – Espaço de Eventos Celso Jappour (Camping Costazul), em Costazul

1ª dose – Crianças – 5 a 11 anos

2ª dose – Crianças – 5 a 11 anos

*Disponível Pfizer Pediátrica e Coronavac

DOCUMENTOS – Para receber a vacina será necessário apresentar os seguintes documentos: Certidão de Nascimento ou Identidade, CPF ou Cartão do SUS, Comprovante de Residência e Caderneta de Vacinação da Criança, considerando a necessidade de avaliação técnica sobre o intervalo recomendado entre a vacina Covid-19 e as demais vacinas do Calendário Nacional de Imunização (15 dias).

PRESENÇA RESPONSÁVEL – Conforme orientação em Nota Técnica, os pais ou responsável legal devem estar presentes no ato da vacinação. Em caso de ausência destes, um adulto poderá acompanhar a criança portando a autorização de consentimento por escrito (modelo de declaração disponível nos Polos de Vacinação Pediátrica). Não será necessária receita médica para vacinar a criança.

Postagem Anterior Próxima Postagem