Macaé desobriga uso de máscaras em ambientes fechados

Após zerar a ocupação de pacientes em leitos de enfermaria e CTI da Covid-19, reduzir pela metade a taxa de positividade de novos casos da doença e alcançar 68% da população vacinada com duas doses e dose única, Macaé desobriga o uso de máscaras em locais fechados de acordo com o decreto 66/2022 assinado pelo prefeito Welberth Rezende e publicado no Diário Oficial desta quarta-feira (23).

Diante do cenário de queda nos principais indicadores da pandemia, analisado ao longo dos últimos 15 dias pelo Comitê Especial de Acompanhamento e Enfrentamento à Pandemia da Covid-19, o município amplia as flexibilizações dos protocolos sanitários de enfrentamento à doença, priorizando o acesso da população à estratégia de imunização, ampliando polos e expandindo o horário de vacinação da 1ª e 2ª Dose, além da Dose de Reforço.

“Avaliamos os indicadores, ouvimos os especialistas e investimos na vacinação. Chegamos ao cenário que nos permite adotar medidas de flexibilização no uso das máscaras, mantendo a vigilância e monitoramento. Acreditamos que estamos em uma nova fase, graças aos esforços dos profissionais da Saúde que seguem no enfrentamento à pandemia”, destaca o prefeito.

O decreto traz como recomendação a permanência do uso das máscaras para todos os usuários do transporte coletivo, além das pessoas que frequentam instituições de ensino públicas e privadas, instituições bancárias, asilos e instituições de longa permanência, unidades de saúde, terminais rodoviários e aeroportuários.

Para pessoas que apresentam sintomas respiratórios, além de idosos, gestantes e imunossuprimidos, a permanência do uso de máscaras também é recomendada.

Desde o último dia 15, já está desobrigado o uso de máscaras em ambientes abertos do município, de acordo com o decreto 060/2022.

Postagem Anterior Próxima Postagem