Filha de Belchior é condenada a nove anos de prisão por assassinato e ocultação de cadáver

Isabela Belchior foi condenada a nove anos de prisão, 
enquanto Jaqueline Dornelles, sua namorada, foi 
absolvida. Reprodução / Facebook


Isabela e dois irmãos da namorada dela são acusados de matar um metalúrgico, que também seria pedófilo

A filha do cantor Belchior, Isabela Meneghelli Belchior, de 28 anos, e a dupla de irmãos Estefano Rodrigues, de 25, e Bruno Thiago Dornelas Rodrigues, de 29, foram condenados num tribunal do júri pela acusação de terem assassinado o metalúrgico Leizer Buchwieser dos Santos e ocultado o cadáver, em crime ocorrido em agosto de 2019. Isabela foi condenada a nove anos e dez dias de prisão, enquanto Estefano e Bruno Thiago receberam sentenças de 12 anos e um mês. Os advogados informaram que não irão recorrer das condenações. Jaqueline Priscila Dornelas Chaves, namorada de Isabela e irmã dos condenados, foi absolvida das acusações e está em liberdade.

De acordo com a investigação realizada pela Polícia Civil, Leizer era pedófilo, marcava programas sexuais pela internet e pagava mais se houvesse uma criança envolvida. Ele teria marcado um encontro com Jaqueline, que prometeu levar a sobrinha de três anos, filha de um de seus irmãos. Jaqueline teria informado o pai da menina, o outro irmão e a namorada do encontro, na intenção de extorquir o metalúrgico. No local, as mulheres teriam pego o dinheiro e começado a ofender Leizer, que teria reagido e agredido uma delas. Então, os homens entraram na briga e esfaquearam Leizer – Isabela também teria dado uma das facadas. O corpo foi abandonado em um lugar e o carro do metalúrgico, em outro. Os quatro passaram meses foragidos até se entregarem.

Por Jovem Pan

Postagem Anterior Próxima Postagem