Bolsonaro afirma ser alvo de ‘perseguição implacável’ de Moraes

Presidente da República, Jair Bolsonaro
 Foto: Reprodução/Redes Sociais

Presidente disse que alguns querem ele 'fora de combate'

O presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou nesta segunda-feira, 21, que o ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes pratica uma “perseguição implacável” contra ele.

Além de atuar no Supremo, Moraes também ocupa uma cadeira no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e será o responsável por presidir a Justiça Eleitoral nas eleições de outubro.

Em entrevista à Jovem Pan, o chefe do Executivo federal disse esperar que sugestões apresentadas pelas Forças Armadas sejam acolhidas pelo TSE. “Não queremos problemas, então as Forças Armadas vão participar via convite desta questão, mas não servirão de moldura para dar credibilidade ao sistema eleitoral.”

“Sabemos da posição do Alexandre de Moraes, é claro, não é novidade o que eu vou te falar, é uma perseguição implacável para cima de mim”, disse Bolsonaro.

O presidente continuou: “Tivemos momentos difíceis no ano passado, quando o TSE julgou a possibilidade da cassação da chapa Bolsonaro-Mourão por fake news“.

“Acredite, eu até respondi processo no TSE por abuso do poder econômico. São processos, no meu entender, que deveriam ser arquivados de ofício, nem ter sido levados para a frente”, declarou.

“Nós sabemos o que eles querem, o que alguns querem aqui no Brasil, não são todos nem é uma instituição, querem eu fora de combate e, obviamente, o Lula eleito”, afirmou.

Bolsonaro finalizou, dizendo: “Podem ter certeza: nós, dentro das quatro linhas, temos como fazer com que o processo caminhe dentro da normalidade aqui no Brasil”.

Afonso Marangoni

Postagem Anterior Próxima Postagem