Biden anuncia US$ 800 milhões em ajuda militar à Ucrânia e diz que a guerra será uma ‘batalha longa e difícil’

"Estados Unidos mandaram US$ 1 bilhão em ajuda para
 Ucrânia em uma semana", diz Biden. ALEX WONG / 
GETTY IMAGES NORTH AMERICA / Getty Images via AFP

Presidente americano agradeceu Zelensky por seu forte discurso para o Congresso dos Estados Unidos e classificou como ‘muito significativo’

Durante pronunciamento realizado nesta quarta-feira, 16, o presidente americano, Joe Biden, assinou uma lei que possibilita o envio de uma nova ajuda para a Ucrânia. “Estamos enviando US$ 800 milhões para que os ucranianos possam se defender e proteger o seu espaço aéreo”, declarou. Biden também informou que estão enviando suprimentos e armamentos, e que possuem especialistas nas fronteiras que garantem em tempo real o que os ucranianos precisam. O presidente americano também falou que essa será uma batalha longa e difícil, mas que os “Estados Unidos, aliados e parceiros continuarão ajudando” e vão aumentar a “pressão contra a economia de Vladimir Putin que já sente tanto no palco mundial”. 

Biden agradeceu o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, por seu forte discurso, realizado nesta quarta para o Congresso dos Estados Unidos. “Discurso muito significativo, demonstrando força e coragem e que inspirou o mundo inteiro”, disse. O presidente americano também criticou os últimos atos da Rússia e citou as forças russas mantendo como reféns pacientes e médicos em Mariupol. Biden disse que isso “ revolta todos” e que “o mundo está unido em apoio à Ucrânia”. Ele também ressaltou que só nessa semana mandou US$ 1 bilhão em equipamento de defesa só nessa semana. 

Por Jovem Pan

Postagem Anterior Próxima Postagem