Após ligação com Putin, Macron conclui que ‘o pior ainda está por vir’ na Ucrânia

Macron conversou com Putin por telefone. 
EFE/EPA/STEPHANIE LECOCQ/ POOL

Rússia teria expressado sua determinação em continuar os ataques e sugeriu que poderia ‘assumir o controle’ de todo o país, segundo o governo francês

O presidente da França, Emmanuel Macron, chegou à conclusão de que “o pior ainda está por vir” no conflito na Ucrânia após ter uma conversa por telefone com o presidente russo, Vladimir Putin. “A previsão do presidente (Macron) é que o pior ainda está por vir, por conta do que o presidente Putin lhe disse”, disse o Palácio do Eliseu, residência da presidência francesa, em comunicado. Macron conversou por uma hora e meia com Putin nesta quinta-feira, 3. A Rússia teria expressado sua determinação em continuar os ataques e sugeriu que poderia “assumir o controle” de todo o país. De acordo com a presidência francesa, o presidente russo disse ainda que a operação se desenvolve “de acordo com os planos” e poderá se intensificar se a Ucrânia não aceitar suas condições.

O Eliseu indicou que a iniciativa para a conversa entre os dois líderes foi de Putin, que quis “informar” Macron “da situação e intenções, no âmbito de um diálogo sincero”. Macron respondeu às acusações de Putin sobre a Ucrânia afirmando que “ele cometeu um grave erro com o regime ucraniano”. “Você inventa histórias, procura pretextos”, teria dito o presidente francês, segundo o Eliseu. Segundo o governo francês, o telefonema permitiu revisitar as divergências e dizer a verdade a Putin, mas também confirmar sua determinação em seguir com a operação militar até o fim. O presidente francês também reafirmou sua intenção de “apertar as sanções” contra a Rússia.

Por Jovem Pan

*Com informações da AFP

Postagem Anterior Próxima Postagem