Alexandre de Moraes dá 5 dias para que Ministério da Justiça dê informações sobre extradição de Allan dos Santos

Allan dos Santos é alvo de investigação em processos
 sobre a divulgação de fake news e ataques contra 
membros do Supremo. GABRIELA BILÓ/AGE

Jornalista é alvo de processos que investigam divulgação de fake news e ataques contra membros do STF

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), deu prazo de cinco dias para que o Ministério da Justiça dê informações sobre o processo de extradição de Allan dos Santos. Considerado foragido da Justiça desde outubro de 2021, Santos é alvo de processos que investigam a divulgação de fake news e ataques contra membros do Supremo relatados por Moraes. “Oficie-se ao Secretário Nacional de Justiça para que, no prazo de 5 (cinco) dias, informe acerca do andamento do pedido de extradição de ALLAN LOPES DOS SANTOS, investigado nestes autos, incluídas informações acerca das medidas adotadas no âmbito do Ministério da Justiça para a sua efetivação junto ao Governo dos Estados Unidos”, escreveu o magistrado em despacho da sexta-feira, 11, tornado público nesta segunda-feira, 14.

O pedido de prisão do responsável pelo canal Terça Livre foi expedido por Moraes em outubro do ano passado ao atender um pedido da Polícia Federal (PF). O magistrado também pediu ao Ministério da Justiça que iniciasse imediatamente o processo de extradição e incluísse o nome de Santos na lista de Difusão Vermelha da Interpol. Informações divulgadas pelo próprio investigado apontam para a sua permanência nos Estados Unidos. Santos é investigado pelo STF nos inquéritos que apuram a divulgação de notícias falsas e ataques a integrantes da Corte e a atuação de uma milícia digital que atenta contra as instituições do país.

Por Jovem Pan

Postagem Anterior Próxima Postagem