700 empreendedores do Rio de Janeiro podem se inscrever até o dia 15 de março no programa Brasil Mais

Nos três ciclos anteriores, empresas de todo o estado aumentaram a produtividade em 115% e o faturamento em 58%

O programa gratuito Brasil Mais entra no seu quarto ciclo de capacitações. Nesta etapa, 700 micro e pequenas empresas ligadas ao comércio, serviços e indústrias receberão consultorias no formato híbrido (presencial ou on-line) por um período de quatro meses. Nos três ciclos anteriores, as empresas participantes aumentaram em 115% a produtividade do negócio e o faturamento aumentou em 58%. Ao todo mais de 1700 empresas já participaram do programa. Para a nova fase, as MPE devem fazer sua inscrição até o dia 15 de março pelo link: https://sites.rj.sebrae.com.br/brasilmais/. O programa terá início no dia 21 de março.

“Para muitos empreendedores, a inovação ainda é um mistério. Ao longo de quatro meses, as empresas realizam uma jornada de imersão que tratam o problema, apontam a solução e implementam um novo processo. As empresas passam a adotar planos de ação. Quando o programa termina, essa metodologia continua como lição aprendida. Em 2021, mesmo diante de um cenário de pandemia, as empresas participantes obtiveram resultados positivos, tanto em termos de faturamento quanto em termos de produtividade. Esse resultado foi obtido pela aplicação de novas soluções como uso de redes sociais, protótipos de novos produtos em meio a um cenário de oportunidades que surgiram e também abrindo o mercado e ouvindo os clientes”, conta a analista do Sebrae Rio, Ana Carolina Damasio.

Durante o período de consultoria, as micro e pequenas empresas serão acompanhadas por uma equipe de agentes locais de inovação, que irão identificar necessidades e apontar soluções para o desenvolvimento dos negócios. Durante a iniciativa, o empreendedor terá acesso a novas metodologias com foco na promoção de melhorias rápidas, de baixo custo e de alto impacto, de acompanhamento contínuo e consultorias especializadas.

Há 12 anos, a empreendedora Inglid Nicolau atua na área de estética, mas sempre teve o sonho de oferecer cursos e não somente serviços. Com a entrada no programa, ela conseguiu planejar uma nova etapa da sua empresa “A minha empresa foi uma das selecionadas pelo Sebrae para participar do programa Brasil Mais. Nós começamos a fazer uma escala de todos os serviços ou produtos que poderiam ser oferecidos a mais dentro da empresa, e não somente como curso. Foi realizada uma avaliação geral do que a nossa empresa precisava melhorar para atingir esse objetivo. Foram cinco ou seis meses fazendo esse estudo, conseguimos montar uma sala de aula, desde a fase de construção, criação de ambiente, formatação de turma, pesquisa de mercado, processo de inovação dentro da área tecnológica em relação ao Instagram e ao Facebook. Desde então, comecei a trabalhar oferecendo cursos e outros serviços”, conta.

Postagem Anterior Próxima Postagem