300 militares russos de alta patente morrem na Ucrânia

Militares da Ucrânia abatem oficiais russos 
Foto: Reprodução/Twitter

Rússia também perdeu centenas de veículos de guerra, segundo agência ucraniana de notícias

Mais de 300 militares russos de alta patente morreram nesta segunda-feira, 28, em combate com as Forças de Defesa da Ucrânia. A contagem é do governo da Ucrânia.

“De acordo com as informações que tenho, mais de 300 militares de alta patente do Exército Russo (majores e tenentes-coronéis) morreram na manhã de hoje”, disse Oleksiy Arestovych, conselheiro do chefe do Gabinete do Presidente ucraniano. Isso se deveu à nossa artilharia e aeronaves que atingiram repetidamente o quartel-general das unidades e subdivisões avançando”. Arestovych ainda afirmou ter recebido fotos com centenas de tanques russos queimados. Os veículos estavam a caminho da capital Kiev.

Segundo a agência estatal de noticias ucraniana Ukrinform, a Rússia perdeu centenas de veículos de combate desde 24 de fevereiro, quando a invasão à Ucrânia teve início.

Mais mortes de militares russos

O governo ucraniano já havia divulgado que 3,5 mil militares russos morreram durante a invasão à Ucrânia. O registro foi revelado na sábado 26.

Resistência ucraniana

Mesmo depois da chegada a Kiev das Forças de Invasão russas, os ucranianos resistem. Volodymyr Zelensky, presidente da Ucrânia, recusou o conselho dos Estados Unidos de deixar o país. “A luta está aqui”, afirmou o líder ucraniano. “Preciso de munição, não de carona.”

Negociações de paz

A primeira rodada de negociações entre a Ucrânia e a Rússia para um possível cessar-fogo terminaram sem acordo nesta segunda-feira, 28. O encontro das delegações dos dois países ocorreu em Bomel — fronteira com Belarus. Segundo a agência de notícias estatal russa RIA, os representantes vão se reunir com seus governos antes de uma segunda etapa de conversas.

Na delegação ucraniana, estavam: o ministro da Defesa, Oleksiy Reznikov; Mykhailo Podoliak, conselheiro do chefe do Gabinete da Presidência da Ucrânia; e Mykola Tochytskyi, vice-ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia.

Artur Piva

Postagem Anterior Próxima Postagem