sexta-feira, 18 de fevereiro de 2022

Polícia Civil desarticula quadrilha especializada em roubo de carga e adulteração de óleo lubrificante

Policiais da DRFC realizaram operação 'No rastro do óleo' 
contra quadrilha especializada em roubar cargas de óleo
 lubrificante e depois adulterar e falsificar o produto. Divulgação

Investigações da Delegacia de Roubos e Furtos de Carga (DRFC) apontaram que o bando agia nas rodovias Washington Luís, Arco Metropolitano e no trecho da Niterói-Manilha

Rio - Policiais da Delegacia de Roubos e Furtos de Carga (DRFC) realizaram, nesta quinta-feira, a Operação no Rastro do Óleo para desarticular uma quadrilha especializada em roubar cargas de óleos lubrificantes e adulterar e falsificar o produto. O grupo criminoso já roubou mais de R$ 2 milhões do material, no período de um ano, segundo a especializada.

A ação tinha o objetivo de cumprir seis mandados de prisão e 14 de busca e apreensão, e terminou com nove homens presos, sendo um deles baleado, e apreensão de uma pistola, drogas e quatro carros clonados. Entre os veículos apreendidos, estavam dois que a polícia já havia identificado como sendo os usados pelos assaltantes para abordar os caminhões de carga. Agentes da Delegacia Fazendária (Delfaz) e da Polícia Rodoviária Federal apoiaram a operação.

As investigações contra o grupo começaram no início de 2021, após os agentes da DRFC observarem uma constância nos registros de roubos de cargas do produto nas rodovias Washington Luís, Arco Metropolitano e no trecho da Niterói-Manilha, praticados da mesma modalidade.

Os policiais descobriram que o bando era liderado pelo empresário Joel Canuto Viegas, conhecido como o Rei do óleo, dono de diversas empresas e depósitos de óleo lubrificante e derivados na Baixada Fluminense.

A ação desta quinta foi a segunda fase da operação. Durante a primeira etapa, logo após uma ocorrência de roubo de óleo lubrificante na Rodovia Washington Luiz, as equipes da DRFC se dirigiram ao estabelecimento empresarial da quadrilha, onde foi encontrada uma imensa quantidade de óleo lubrificante que era produto de crime. Os policiais ainda constataram que o grupo utilizava a empresa para adulterar e falsificar o produto.

A especializada apurou que, até fevereiro deste ano, a quadrilha participou de, pelo menos, oito roubos de carga de óleo lubrificante, totalizando um prejuízo de aproximadamente R$ 2 milhões de reais para as empresas lesadas.

Policiais da DRFC realizaram operação 'No rastro do óleo' contra quadrilha especializada em roubar cargas de óleo lubrificante e depois adulterar e falsificar o produtoDivulgação

O Dia