quinta-feira, 17 de fevereiro de 2022

‘Encontro bastante profícuo’, diz Bolsonaro, depois de conversa com Putin

Jair Bolsonaro e Vladimir Putin se reuniram em Moscou 
Foto: Reprodução/YouTube TV Brasil

'Continuaremos a aprofundar e expandir nossa agenda bilateral em benefício dos nossos povos', disse o presidente brasileiro

O presidente Jair Bolsonaro fez um pronunciamento protocolar nesta quarta-feira, 16, depois de uma reunião bilateral com o líder russo, Vladimir Putin, em Moscou.

Mais cedo, como noticiado por Oeste, Bolsonaro já havia iniciado a reunião com o presidente da Rússia manifestando a solidariedade do Brasil em relação ao país aliado. Ele destacou a boa relação entre as duas nações.

“Continuaremos a aprofundar e expandir nossa agenda bilateral em benefício dos nossos povos”, afirmou Bolsonaro. “Esse nosso encontro foi bastante profícuo. É sinal que duas grandes potências têm muito a avançar e interagir”, prosseguiu o presidente da República. 

Em meio aos desdobramentos da tensão entre Rússia e Ucrânia, Bolsonaro reiterou a defesa da paz mundial como um dos valores fundamentais defendidos pela diplomacia brasileira. “O mundo é a nossa casa. Pregamos a paz e respeitamos todos aqueles que agem dessa maneira. Esse é o interesse de todos nós: paz para o mundo”, disse. 

Em seu pronunciamento, Jair Bolsonaro agradeceu a Putin pela manifestação do governo russo em defesa da soberania brasileira sobre a Amazônia.

“De forma muito cordial, quando alguns países questionaram a Amazônia como patrimônio da humanidade, quero agradecer sua intervenção”, disse o presidente a Putin. “Sempre esteve ao nosso lado em defesa da nossa soberania.”

O chefe do Executivo afirmou ainda que “Brasil e Rússia abrigam as duas maiores extensões florestais do mundo” e abriram “diálogo sobre sustentabilidade e biodiversidade”. 

Energia e tecnologia

Outro tema tratado pelos dois líderes na reunião de hoje foi a questão energética. “No campo da energia, existem excelentes oportunidades para explorarmos a área de exploração (sic) de gás, petróleo e derivados”, destacou Bolsonaro. 

“Desejamos aprofundar o diálogo em alto nível em temas como exploração em águas profundas e hidrogênio. Temos interesse nos pequenos reatores nucleares modulares”, afirmou o presidente. 

Ainda segundo Bolsonaro, Brasil e Rússia dão “elevada prioridade à dinamização da aliança tecnológica” entre os dois países. 

Itamaraty

Pouco depois do encontro entre os dois presidentes, o Ministério das Relações Exteriores do governo brasileiro divulgou uma nota com os detalhes da reunião (leia aqui a íntegra do comunicado). Segundo a pasta, o encontro “transcorreu em atmosfera de cordialidade e confiança mútua, reflexo dos laços históricos de amizade e cooperação entre o Brasil e a Rússia”.

“Os chefes de Estado sublinharam a determinação de fortalecer a parceria estratégica, ampliar o diálogo político e elevar o relacionamento bilateral, com base nos princípios compartilhados de respeito à soberania, ao direito internacional e ao Estado de Direito”, diz o Itamaraty.

“Reafirmaram o compromisso em promover um sistema internacional inclusivo, equitativo e representativo, de acordo com os princípios e propósitos da Carta das Nações Unidas, voltada à promoção da paz, da democracia e da prosperidade para todos.”

Redação Oeste