segunda-feira, 21 de fevereiro de 2022

Brasileira é presa na Tailândia com drogas; família teme pena de morte

Divulgação/Reprodução

Na última segunda-feira (14), três brasileiros foram presos no aeroporto de Bangkok, na Tailândia, suspeitos de tráfico internacional de drogas. Dentre eles, está Mary Hellen Coelho Silva, de 22 anos, que vive em Pouso Alegre, Minas Gerais. 

A jovem mineira embarcou no aeroporto de Curitiba e chegou em Bangkok na última segunda-feira (14). Os agentes desconfiaram das imagens das bagagens dela e de um homem, de 27 anos, no raio-X e encontraram 9 kg de cocaína embaladas em um plástico preto.

Foto: Reprodução/Bangkok Post

De acordo com a imprensa local, foram apreendidos com os brasileiros 15,5 quilos de cocaína, com valor equivalente a cerca de R$ 7,5 milhões. 

Ao jornal mineiro ‘O Tempo’, a irmã de Mary Hellen, Mariana Coelho, de 27 anos, disse que eles são cinco irmãos. Todos moram na região periférica de Pouso Alegre.

Ainda acordo com a irmã ao veículo, Mary Hellen, que morava sozinha na mesma região da cidade, pediu demissão de um emprego em um restaurante e disse que iria para a Tailândia. Mas não contou o motivo da viagem. Mariana afirma que até tentou entender, mas não conseguiu conversar direito, porque foi tudo muito rápido.

A irmã acredita que a jovem possa ter sido enganada, viajado sem saber o que levava na mala.

A família entrou em contato com o Ministério das Reações Exteriores, que respondeu o e-mail afirmando que acompanha o caso e que não pode fazer muito, além de garantir que a brasileira tenha seus direitos respeitados. Ainda de acordo com a família, o Itamaraty, confirmou que a jovem presa é mesmo Mary Hellen.

A família já pediu ajuda para advogadas no Brasil, que estão buscando informações sobre a prisão de Mary Hellen Coelho Silva. O principal receio refere-se às leis da Tailândia, que preveem até pena de morte para casos de tráfico de drogas, dependendo da quantidade e circunstâncias em que o crime é cometido.

Gazeta Brasil