Robert Lewandowski é eleito melhor jogador do mundo pela Fifa pela segunda vez

Foto: Reprodução/Bayern de Munique
O polonês Robert Lewandowski foi eleito o melhor jogador de futebol do mundo pela Fifa nesta segunda-feira (17). É a segunda vez que o atacante do Bayern de Munique, da Alemanha, vence o prêmio.
Alexia Putellas, atleta do Barcelona, foi eleita melhor jogadora. Ela é a primeira mulher espanhola a ganhar o prêmio.
A Fifa levou em consideração o período de 8 de outubro de 2020 a 7 de agosto de 2021 para determinar os vencedores.
Os prêmios de melhor jogador e jogadora são definidos por um júri internacional composto, respectivamente, pelos atuais treinadores de todas as seleções nacionais femininas/masculinas (um por equipe), os atuais capitães de todas as seleções nacionais femininas/masculinas (um por equipe), um jornalista especializado de cada território representado por uma seleção nacional e torcedores cadastrados no FIFA.com.
O egípcio Mohamed Salah completou o top 3 na disputa pelo prêmio da Fifa. Apesar do Liverpool não ter conquistado títulos na última temporada, o ponta-direita se destacou na temporada e foi o primeiro jogador dos Reds a marcar mais de 20 gols em três temporadas da Premier League seguidas.
A brasileira Marta figurou na seleção feminina do ano. Curiosamente, nenhuma das três finalistas do prêmio individual estiveram neste time ideal da Fifa.
O brasileiro naturalizado italiano Jorginho foi eleito para a seleção ideal masculina. Messi, Lewandowski e Cristiano Ronaldo foram escolhidos para o melhor time da temporada – que não contou com Mohamed Salah.
O ganhador do Prêmio Puskas de gol mais bonito foi Erik Lamela. No discurso, ele disse que treina muitos chutes fora da área e uma das habilidades que o jogador tem que desenvolver é escolher o melhor chute para cada situação do jogo.
Na cerimônia, também houve o Fifa fair-play, prêmio que foi dado à seleção da Dinamarca pelo salvamento de Christian Eriksen, de 29 anos, durante um jogo contra a Finlândia válido pela Eurocopa, quando teve uma síncope. O chefe do departamento médico do país elogiou a equipe que atendeu Eriksen e sua união, dizendo que foi um “claro gesto de fair-play”.
O goleiro brasileiro Júlio César entregou um prêmio aos fãs. Os torcedores de Dinamarca e Finlândia foram os homenageados, também pelos gestos na partida em que Eriksen sofreu o ataque cardíaco.
Durante a paralisação do jogo, uma parte da torcida gritava “Christian”, enquanto a outra completava com “Eriksen”.
No discurso, o ex-jogador disse que o futebol é feito para os torcedores e ressaltou a importância da volta deles aos estádios.
Thomas Tuchel foi eleito o melhor técnico do mundo. Ele comandou o Chelsea na conquista da última edição da Champions League. O clube inglês disputará o mundial de clubes em fevereiro, competição que contará com participação do Palmeiras.

CNN Brasil

@sbtpiemonte
Postagem Anterior Próxima Postagem