Rio das Ostras: pais destacam importância da vacina contra Covid-19 em crianças

Diego e Daniele levaram a filha Mikaelly para ser vacinada
 no posto da UFF de Rio das Ostras. É muito importante 
que os pais e responsáveis fiquem atentos ao calendário 
de vacinação de seus filhos. Fotos: Maurício Rocha

Primeiro foram os idosos e, logo depois, foi a vez dos adultos se tornarem público-alvo das campanhas de vacinação contra a Covid-19, seguido pelos jovens e adolescentes a partir de 12 anos. Com a chegada de novas variantes, como a ômicron – quatro vezes mais transmissível que a Delta, cresceu a necessidade de proteção vacinal para crianças, faixas etárias até então não atendidas pelas campanhas vacinais anteriores.

Por isto mesmo é tão importante que os pais e responsáveis fiquem atentos ao calendário de vacinação divulgado pelas autoridades sanitárias de Rio das Ostras na página oficial e redes sociais da Prefeitura.

Com informações verdadeiras e conscientização coletiva sobre os efeitos positivos das vacinas no combate à pandemia, pais e responsáveis estão levando seus filhos menores aos postos de vacinação.  Na manhã desta terça-feira, a dona de casa Daniele Alonso, 38, acompanhada do marido Diego, fez questão de levar a filha Mikaelly, de 6 anos, ao posto de vacinação da UFF. Ela estava consciente de que esta era uma responsável atitude de amor para com a filha.

“Eu tomei as três doses da vacina e tenho muita confiança na ciência e no trabalho desenvolvido pelo pessoal da saúde, especialmente agora que estão vacinando nossas crianças. Me recordo de todas as vacinas que tomamos durante a vida e penso que a ciência não brincaria com um assunto tão sério, a saúde de nossos filhos”, destacou.

Para Daniele, a vacina pediátrica proporcionou uma grande alegria, uma forma de assegurar a saúde de sua filha e também de toda a família.

“Nós participamos de um grupo de pais e mães da Apae e fomos orientados pela Assistente Social sobre tudo que envolvia a vacinação das crianças. Eles explicaram todos os detalhes, nos deram uma visão completa sobre o assunto e todos os benefícios da vacinação. Depois fomos acompanhando a vacinação de outras crianças e sempre estimulando os demais pais a também levarem seus filhos aos postos para serem imunizados. Vacinar é um ato de amor”, lembrou Daniele.

VACINAÇÃO EM DOIS POSTOS – Nesta semana, a campanha está voltada para crianças com comorbidades. Na terça-feira, dia 25, com idade de 10 anos; na quarta-feira, dia 26, com 9 anos; na quinta, dia 27, 8 anos, e na sexta-feira, dia 28, crianças com 7 anos. 

É muito importante lembrar aos pais e responsáveis que as vacinas pediátricas estão sendo aplicadas nos Polos Casa da Criança em Cidade Praiana e UFF Rio das Ostras. Os postos estão abertos das 8h às 16h. 

Para receber a vacina é necessário apresentar os seguintes documentos: Certidão de Nascimento ou identidade, CPF ou Cartão do SUS; Comprovante de residência; Caderneta de vacinação da criança (é preciso considerar a necessidade de avaliação técnica sobre o intervalo recomendado entre a vacina Covid-19 e as demais vacinas do Calendário Nacional de Imunização, de 15 dias); Laudo, receita médica, exames ou qualquer outro documento que comprove a comorbidade.

PRESENÇA DO RESPONSÁVEL – Conforme orientação em Nota Técnica, os pais ou responsáveis legais devem estar presentes no ato da vacinação. Em caso de ausência destes, um adulto poderá acompanhar a criança portando a autorização de consentimento por escrito (modelo de declaração disponível nos Polos de Vacinação Pediátrica). Não será necessária receita médica para vacinar a criança.

COMORBIDADES – Entende-se por Crianças com Comorbidades àquelas que apresentam as seguintes condições clínicas: Doenças Pulmonares; Diabetes Mellitus; Doenças Cardíacas; Doenças Neurológicas; Doença Renal Crônica; Hemoglobinopatias graves; Obesidade Severa; Síndrome de Down.

Postagem Anterior Próxima Postagem