Rio das Ostras inicia imunização contra a covid-19 nas crianças de 5 a 11 anos a partir desta quarta, dia 19

Foto Divulgação

A partir desta quarta-feira, dia 19 de janeiro, Rio das Ostras inicia a vacinação contra a covid-19 nas crianças de 5 a 11 anos. A vacina, do laboratório Pfizer/BioNTech, é um imunizante diferente do utilizado na população maior de 12 anos. É uma versão pediátrica, com composição e concentração específica para esta faixa etária.

Para dar início à imunização das crianças, a Secretaria de Saúde de Rio das Ostras realiza nesta terça-feira, dia 18 de janeiro, capacitação para os profissionais da Saúde envolvidos na vacinação.

ESQUEMA VACINAL – O esquema vacinal destinado às crianças será de duas doses, com intervalo de oito semanas entre doses.

Conforme orientação em Nota Técnica, do Ministério da Saúde, os pais ou o responsável legal devem estar presentes no ato da vacinação. Em caso de ausência destes, um adulto poderá acompanhar a criança portando a autorização de consentimento da vacinação por escrito. Não será necessária receita médica para vacinar a criança.

Neste primeiro momento, a prioridade de imunização será concedida às crianças com Deficiência Permanente e com Imunossupressão, de 05 a 11 anos, em dois Polos de Vacinação de Rio das Ostras: Universidade Federal Fluminense (UFF) de Rio das Ostras, em Jardim Bela Vista, e na Casa da Criança de Cidade Praiana, sempre das 8h às 16h.

Para a aplicação da vacina, é necessário apresentar os seguintes documentos: certidão de Nascimento ou identidade, CPF ou Cartão do SUS, comprovante de residência e caderneta de vacinação da criança, considerando a necessidade de avaliação técnica sobre o intervalo recomendado entre a vacina Covid-19 e as demais vacinas do Calendário Nacional de Imunização.

Também será necessário mostrar laudo, receita médica, exames ou qualquer outro documento que comprove a Deficiência Permanente ou a Comorbidade (quando não visualizada).

Atenção:  Considerando o início da vacinação nas crianças, os locais de vacinação de 1ª, 2ª e 3ª dose da população maior de 12 anos serão direcionados, a partir de 18 de janeiro, para dois Polos da Cidade: Iate Clube e Unidade de Estratégia de Saúde da Família (ESF) do Âncora.

O Polo Iate Clube, em Boca da Barra, passa a ser referência para a vacina Coronavac às terças-feiras e para a vacina Janssen às quintas-feiras.

Confira o calendário de vacinação:

19/01/2022 – 08h às 16h – quarta-feira, nos Polos da Casa da Criança em Cidade Praiana e da Universidade Federal Fluminense (UFF) de Rio das Ostras.

1ª dose – Crianças com Deficiência Permanente – 11 e 10 anos

1ª dose – Crianças com imunossupressão – 11 e 10 anos

20/01/2022 – 08h às 16h – quinta-feira, nos Polos da Casa da Criança em Cidade Praiana e da Universidade Federal Fluminense (UFF) de Rio das Ostras.

1ª dose – Crianças com Deficiência Permanente – 09 e 08 anos

1ª dose- Crianças imunossupressão- 09 e 08 anos 

21/01/2022 – 08h às 16h – sexta-feira, nos Polos, Casa da Criança em Cidade Praiana e da Universidade Federal Fluminense (UFF) de Rio das Ostras.

1ª dose – Crianças com Deficiência Permanente -07 a 05 anos

1ª dose- Crianças com imunossupressão- 07 a 05 anos

Entende-se por criança com Deficiência Permanente aquela que tem impedimento de longo prazo de natureza física, mental, intelectual ou sensorial.

Já criança com imunossupressão é considerada aquela que apresenta as seguintes condições:

I – Imunodeficiência primária grave.
II – Quimioterapia para câncer.
III – Transplantados de órgão sólido ou de células tronco hematopoiéticas (TCTH) uso de drogas imunossupressoras.
IV – Pessoas vivendo com HIV/AIDS. V – Uso de corticóides em doses ≥20 mg/dia de prednisona, ou equivalente, por ≥14 dias.
VI – Uso de drogas modificadoras da resposta imune.
VII – Auto inflamatórias, doenças intestinais inflamatórias.
VIII – Pacientes em hemodiálise.
IX – Pacientes com doenças imunomediadas inflamatórias crônicas.


@sbtpiemonte

Postagem Anterior Próxima Postagem