Preso agride policial e foge da delegacia de Iguaba Grande, no RJ

Imagem mostra mulher nua saindo de viatura 
da 129ª DP em Iguaba Grande. Foto: Reprodução/Redes sociais

Fuga ocorreu no momento em que agente entregava comida para o preso na cela no sábado (29). Criminoso tinha sido preso na sexta (28) porque não voltou ao presídio após a 'saidinha de Natal'. Ele foi condenado a 25 anos de prisão.

Um homem que estava preso na delegacia de Iguaba Grande, na Região dos Lagos do Rio, conseguiu fugir da cela e da delegacia após agredir um policial. O caso aconteceu no sábado (29) quando o detento recebia comida na cela.

De acordo com a Polícia Civil, a comida tinha sido levada à delegacia por familiares do preso. O criminoso é da comunidade do Jacarezinho, na cidade do Rio de Janeiro, mas a família é de Iguaba Grande.

Durante a fuga, o criminoso roubou o celular do policial. Os agentes tentaram rastreá-lo usando a localização o aparelho, mas o homem desligou o celular. Ele será indiciado por roubo e tentativa de homicídio.

Segundo a Polícia Civil, diligências estão em andamento para tentar prender o homem novamente.

O fugitivo tinha sido preso na sexta-feira (28) pela Polícia Militar porque não tinha voltado da "saidinha de Natal". Ele já foi condenado a 25 anos de prisão por tráfico de drogas, roubo e por envolvimento na morte de um policial militar.

Até a última atualização desta reportagem o fugitivo não tinha sido encontrado.

Mulher nua na delegacia

Este é mais um caso, no mínimo, inusitado que acontece na delegacia da cidade. Em setembro de 2021, imagens de uma mulher nua saindo de uma viatura policial estacionada no pátio da unidade repercutiram nas redes sociais. As imagens também mostravam a mulher subindo a escada dentro da delegacia.

Na época, um inspetor foi afastado da delegacia por ter sido apontado como o autor das imagens. Ele negou à Corregedoria da Polícia Civil ser o autor. A Corregedoria Geral da Polícia Civil comunicou que mesmo que tenha negado ser o autor das fotos, o inspetor continuará afastado das funções na 129ª DP até as investigações terminarem.

Desde a divulgação do caso, em setembro do ano passado, o g1 pede à Polícia Civil informações sobre as investigações, mas até a última atualização desta reportagem não teve retorno.

Por Larissa Vilarinho, g1 — Iguaba Grande

Postagem Anterior Próxima Postagem