Cotada para disputar o Senado por SP, Damares provoca Serra e Alcolumbre

Ministra da Mulher, da Família e dos Direitos
 Humanos, Damares Alves 
 Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

Bolsonaro revelou preferência pela ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos para disputar uma cadeira por São Paulo

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, reagiu à declaração do presidente Jair Bolsonaro (PL) de que pretende lançá-la como candidata ao Senado por São Paulo.

Também existe a possibilidade que ela dispute pelo Amapá. Diante disso, a ministra aproveitou para ironizar o senador Davi Alcolumbre (DEM-AP) indicando que ele estaria aliviado por não precisar disputar com ela.

Damares brincou ainda com o senador José Serra (PSDB-SP) que, na postagem, mostra preocupação com a possível adversária pela vaga paulista ao Senado.

Em entrevistas à impresa do Amapá, Alcolumbre já manifestou interesse em concorrer novamente ao Senado. Serra tirou licença do cargo de senador em agosto do ano passado para tratar de mal de Parkinson.

Em outra postagem, a ministra, que já negou que tenha pretensões políticas no Congresso, disse que ama o Amapá e os “indiozinhos” do Estado.

Em entrevista ao programa “Os Pingos Nos Is”, da rádio Jovem Pan, Bolsonaro revelou ter convidado a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, para disputar o Senado pelo Estado de São Paulo.

“Eu posso adiantar uma possível senadora, possível, deixar bem claro, para São Paulo. Se quiser posso adiantar o nome dela, ministra Damares. Possível candidata ao Senado”, disse Bolsonaro, na quarta-feira 19.

O presidente esclareceu que o martelo não foi batido, pois a ministra ainda não se decidiu. Na semana passada, ele anunciou que o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, “topou ser pré-candidato” ao governo paulista.

Na entrevista, disse que o ministro viu com bons olhos a possibilidade de Damares Alves disputar o senado pelo Estado. “O convite foi feito, o Tarcísio gostou desta possibilidade, conversei com a Damares e ela ainda não se decidiu”, declarou.

Redação Oeste

Postagem Anterior Próxima Postagem