Caça F-15 desaparece depois de decolar no Japão

Atualmente, o caça F-15 é utilizado também em países
 como Japão, Israel, Coreia do Sul, Arábia Saudita, 
Cingapura e Catar | Foto: Divulgação/Boeing

A aeronave voou cinco quilômetros até que todas as comunicações fossem perdidas

Um caça F-15 da Força de Aérea do Japão desapareceu dos radares logo depois que decolou nesta segunda-feira, 31.

Segundo a agência de notícias Kyodo, a aeronave saiu Base Aérea Komatsu, na província de Ishikawa, e voou cinco quilômetros na direção oeste-noroeste, para o mar do Japão (também conhecido como mar do Leste) até que todas as comunicações fossem perdidas às 17h30 no horário local.

Citando um funcionário do governo, a agência de notícias Reuters informou que o Ministério da Defesa japonês está investigando o incidente. Há a informação de que duas pessoas estavam a bordo.

A emissora japonesa NHK indicou que a Guarda Costeira destacou vários navios à área em que o caça pode ter caído.

O caça F-15, produzido pela Boeing, é considerado um dos caças mais ágeis e sofisticados do mundo e atinge velocidade de 3 mil km/h. Ele foi criado a pedido do governo dos Estados Unidos.

Atualmente, é utilizado também em países como Japão, Israel, Coreia do Sul, Arábia Saudita, Cingapura e Catar.

A Força Aérea de Autodefesa do Japão opera uma frota de cerca de 200 caças F-15J e F-15DJ. As aeronaves são usadas principalmente para proteger o espaço aéreo do país, participando também de vários exercícios militares japoneses, incluindo em conjunto com aliados.

Redação Oeste

Postagem Anterior Próxima Postagem